terça-feira, maio 13, 2008

Este também tinha que estar no blog!


Este negócio de "tinha que estar no blog" já está viranso uma seção meio que informal, mas o que é legal a gente coloca aqui:

O TERCEIRO MANDATO
.
Berna (Suiça) - A intenção inicial era a de promover um bom debate provocando-se petistas, não petistas, lulistas e realistas como eu. O objetivo parece ter sido bem atingido e o tabú foi rompido – tem muita gente querendo Lula outra vez.
É ilegal, não. É golpe? Não, porque existem três etapas bem democráticas para se dar a Lula um terceiro mandato.
Primeira, o povo tem de ir às ruas para pedir. Se isso acontecer, isso é democracia, a mesma das Diretas Já.
Se milhões forem às ruas, vem a segunda etapa – a realização de um plebiscito, proposto por alguns deputados e/ou senadores e aprovado em regime de urgência.
Até aí o Lula não pia, não diz nada. Ele já disse não querer um terceiro mandato. E por que disse isso ? Para não dar mais munição à imprensa golpista.
Mas vamos lá. Pressionado pelo povo que quer Lula outra vez, é aprovado um plebiscito. Pode ou não haver um terceiro mandato ?
Sim ou Não ? Lula não se manifesta, e o povo vota Sim, digamos por 60%.
A seguir, realiza-se uma grande concentração popular em Brasília, diante do Alvorada, pedindo Lula outra vez. Uma hora depois de escandirem slogans, tipo Lula 3, o homem vem, brinca com aquela história do Dia do Fico, do Pedro que seria Primeiro, e daí aceita – “bem pessoal, já que vocês insistem, vamos tomar mais uma. Mas depois chega. Daí é mesmo pra Dilma”.
E, enfim, terceira etapa – Lula é candidato à uma segunda reeleição ou terceiro mandato. FHC não dorme mais e se morde, a imprensa golpista endoidece, xinga o Lula, amaldiçoa, faz aquele escândalo. Enquanto isso, os grandes jornais econômicos europeus, norte-americanos apostam na vitória de Lula, não levam a sério a cachorrada que ladra, a caravana da vitória passa.
E Lula ganha com 65% dos votos.
Onde o ilegal, onde o golpe?
Como um leitor achou que eu estava bebado ao escrever a coluna, vai uma informação - bebo muito chá e café, mas alcool quase nada, me dá sono.
O leitor Jorge Veríssimo ao citar os EUA da época do new deal, me lembrou uma bela autobiografia do escritor norteamericano Howard Fast, no qual o autor de Spartacus conta as campanhas eleitorais de Roosevelt, apoiado pelos comunistas americanos da época.
Me disseram para ler uma das últimas crônicas de Laerte Braga, um ótimo autor de crítica política, são textos excelentes, que eram ainda melhores quando malhava o FHC.
Tá certo Laerte, também não gostei dos transgênicos e sou defensor do MST, mas trocar Lula por um privatizador que venda o que nos resta, como a Petrobrás, não seria solução.
O Laerte, valente mineiro esquerdista, gente boa, só vai parar de malhar quando se instaurar na Terra o Reino de Deus, das Testemunhas de Jeová.. E olha lá, é capaz até de puxar briga com Jesus, o governador mundial.

PS - Numerosos leitores se manifestarem no falar com o colunista. Como parece ter havido recorde, estou ainda respondendo, logo chegará sua vez se também escreveu. E uma surpresa: as adesões superam as oposições à idéia e quase nada de xingamento (pelo menos nas que já li! )

Meu comentário:

Eu não acho que ficar mudando as regras ao sabor dos momentos políticos seja prudente, mas que ver a reaçada, que adora mandar a democracia para as cucuias quando lhe convém, babando de raiva e bancando o defensor da democracia e do estado de direito (hahahahaha!) é divertido pra caramba, lá isso é! Não dá pra negar...
PS. A foto é uma das "piadas involuntárias" do César "Maluquinho" Maia que só a reaçada demente entendeu e o resto dos seres humanos normais só deu risada...

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home