quinta-feira, janeiro 31, 2008

Reaça Ciência: Pesquisa em menores infratores

Recentemente foi anunciado que cientistas de duas grandes universidades do Rio Grande do Sul estão investigando o que se passa na cabeça de um ser humano. A pesquisa está gerando bastante controvérsia no meio científico.
Bom, até aí normal, qual o problema? Se não tiver discussão não é comunidade científica. Porém, e esta é parte legal da polêmica, a reaçada, começando por Reinaldo de Azevedo resolveu escolher um dos lados, politizando assim uma discussão meramente científica afirmar que os cientistas devem continuar com a pesquisa e que quem quer que vá contra pratica anticiência. Desnecessário dizer que a caterva reaça seguiu seu mestre bovinamente. Ser contra esta pesquisa significaria ser chamado de esquerdista, ou até mesmo, meu deus, ser chamado de petista.
Confesso que isso me deixou bastante perturbado, afinal de contas, será que eu havia me enganado com o Reinaldão? De repente ele parecia até mesmo desvendar os mistérios mais profundos da ciência? Será que ele tinha formação de geneticista? Conheceria os meandros da medicina e da psicanálise? Não, isso era mais um momento de pedantismo de quem, com um diploma de jornalismo, se considera capaz de emitir opiniões desde agulhas a fabricação de bombas atômicas. Um trecho da reportagem elucidou de vez minhas dúvidas:

A reação da comunidade científica, no entanto, foi imediata. "Estamos tratando de pessoas, adolescentes. Não são ratos, não são macacos", protesta Ana Luiza de Souza Castro, psicóloga do juizado de menores do Rio Grande do Sul. Sociólogos, educadores, advogados também assinaram um manifesto, em que afirmam que a pesquisa mascara o que chamam de "velhas práticas de extermínio e exclusão".

Será que o Reinaldão e seu séqüito de analfabetos tem bagagem científica e intelectual para discutir este tema ou eles querem mesmo é tratar adolescentes infratores como ratos? Será que eles querem lutar pela vitória da ciência ou pela vitória do extermínio e da exclusão? Bom, eu já tenho minha resposta.
Eu realmente não sei a que conclusão chegar com relação à pesquisa. Só sei que se estes cientistas provarem que estão certos, gostaria de deixar registrado minha sugestão para que sejam também pesquisados os cérebros do Reinaldão e sua turma.

Marcadores:

1 Comments:

Anonymous Agentes de Segurança Socioeducativo de Minas Gerais said...

Nós Agentes de Segurança socioeducativo de Minas Gerais estamos enviando o endereço de nosso blog que é uma de nossas ferramentas de luta para valorização dos servidores e todo o sistema socioeducativo de Minas e do País.
www.agentesocioeducativo.blogspot.com
Mandamos um forte abraço.

terça-feira, janeiro 12, 2010  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home