quinta-feira, março 20, 2008

Os rotos e os rasgados

A Globo e a Record resolveram brigar, até aí não é novidade. Faz uns dez anos que rola essa “Guerra Santa”. O último lance dessa besteira foi uma novela mostrando uma evangélica liderando uma cruzada contra “núcleo familiar pouco ortodoxo”.
Sabe, é uma coisa muito séria quando descaracterizam pessoas, julgam todo mundo no atacado e mandam tudo pro mesmo saco. È o primeiro passo para que coisas bem piores aconteçam depois.
É verdade que as igrejas, não só a evangélica, tem em muitas ocasiões tido opiniões contra o homossexualismo ou os cultos africanos. Isto sério e deve ser tratado. Mas por uma novela? Por que nunca foi feita uma reportagem séria, ouvindo os grupos negros? Será por que o chefe de jornalismo da Globo tem medo de ficar entoando o mantra de sempre (não somos racistas, não somos racistas...) na frente deles? Resolve o problema ficar discutindo quem ficou chutando a santa?
Estas atitudes só servem para tornar evangélicos, homossexuais e seguidores dos cultos africanos ainda mais vítimas de uma guerra que não tem nada de santa e nada tem a ver com o respeito e a dignidade das pessoas e sim uma irresponsável guerra comercial entre emissoras de televisão.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home